top of page
  • Markus Lothar Fourier

Motivação no Esporte - Como a Motivação Impacta o Desempenho e Bem-Estar dos Atletas: Insights da Teoria da Autodeterminação.

Atualizado: 5 de jul.

Estudar e compreender a motivação no esporte é um desejo antigo. Não é preciso se aprofundar muito para entender que essa energia afeta significativamente a qualidade da performance esportiva. Ao longo das últimas décadas, diversas teorias se aprofundaram nesse tema para descobrir como motivar atletas. Dentre as muitas explicações, a Teoria da Autodeterminação há algum tempo é a que possui melhores evidências científicas, porque, em grande parte, o que seus autores fizeram foi conectar outras teorias já existentes de forma que elas se complementassem e conseguissem assim prever e estimular a motivação mesmo em contextos com muitas variáveis. 


De acordo com os estudos de Deci e Ryan 11, a motivação pode ser dividida em duas categorias principais: intrínseca, que vem de dentro do indivíduo, e extrínseca, que é influenciada por fatores externos. E como elas afetam o desempenho dos atletas? 

Aqui apresento o que encontrei nos periódicos e revistas científicas:


Motivação Intrínseca e Desempenho

A motivação intrínseca é um preditor médio a forte do desempenho, independentemente da presença de incentivos extrínsecos 1 3 4. Quando o atleta se sente competente na sua prática esportiva, a motivação intrínseca aumenta e melhora o desempenho objetivo dos atletas 3. 


Motivação Extrínseca e Desempenho

Quando alguém recebe uma recompensa externa (como dinheiro, prêmios ou elogios) por fazer algo, isso pode reduzir a motivação que a pessoa tinha originalmente para fazer essa atividade por conta própria 2. A motivação extrínseca pode ser benéfica para conseguir que o atleta se esforce mais, mas ela é menos eficaz para a qualidade do desempenho 1.


Interação entre Motivação Intrínseca e Extrínseca

A motivação extrínseca pode ser útil para atletas com baixa motivação intrínseca, mas pode prejudicar aqueles com alta motivação intrínseca 8. Em outras palavras, se você tem um atleta pouco motivado, buscar estratégias de motivação extrínseca pode ser um começo para que ele se motive intrinsecamente, mas se o atleta já está motivado, oferecer recompensas pode ter um efeito ruim na sua motivação. Ou seja, se a pessoa faz algo só para ganhar a recompensa, ela pode perder o interesse em fazer isso pelo prazer ou satisfação que a atividade proporciona por si só, por isso ela deve ser estimulada apenas quando necessário e não de forma deliberada ou não pensada. Seu uso deve ser estratégico e pontual


Impacto na Saúde Mental

A motivação controlada (extrínseca) está associada a resultados negativos de saúde mental, como sintomas depressivos e ansiedade, enquanto a motivação autônoma (intrínseca) está associada a melhores resultados de saúde mental 5.


Satisfação e Relacionamento Treinador-Atleta

A motivação intrínseca dos treinadores está positivamente relacionada à satisfação dos atletas com o relacionamento treinador-atleta, enquanto a motivação extrínseca dos treinadores tem um impacto menor 4. O que quero dizer aqui é que treinadores intrinsecamente motivados tendem a estimular essa mesma motivação em seus atletas.


Resumindo tudo

A motivação intrínseca é um fator crucial para a qualidade do desempenho dos atletas e está associada a melhores resultados de saúde mental. A motivação extrínseca pode ser benéfica para aumentar a quantidade de desempenho, mas pode minar a motivação intrínseca se não for gerida adequadamente. A interação entre essas duas formas de motivação é complexa e deve ser considerada cuidadosamente para otimizar o desempenho e o bem-estar dos atletas.


Obviamente, a motivação intrínseca é o sonho de todo atleta e treinador. Ela está associada a melhores performances e mais saúde mental e justamente por isso muitas pessoas se perguntam se é possível influenciar essa motivação interna em alguém. A resposta, segundo a Teoria da Autodeterminação, é que sim, é possível influenciar a motivação intrínseca, mas para evitar que este post fique muito longo, vou escrever sobre isso na próxima postagem.




 

Referências


  1. Cerasoli, C., Nicklin, J., & Ford, M. (2014). Intrinsic motivation and extrinsic incentives jointly predict performance: a 40-year meta-analysis.. Psychological bulletin, 140 4, 980-1008 . https://doi.org/10.1037/a0035661.

  2. Deci, E., Koestner, R., & Ryan, R. (1999). A meta-analytic review of experiments examining the effects of extrinsic rewards on intrinsic motivation.. Psychological bulletin, 125 6, 627-68; discussion 692-700 . https://doi.org/10.1037/0033-2909.125.6.627.

  3. Fransen, K., Boen, F., Vansteenkiste, M., Mertens, N., & Broek, G. (2018). The power of competence support: The impact of coaches and athlete leaders on intrinsic motivation and performance. Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, 28, 725 - 745. https://doi.org/10.1111/sms.12950.

  4. Jowett, S. (2008). What makes coaches tick? The impact of coaches' intrinsic and extrinsic motives on their own satisfaction and that of their athletes. Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, 18. https://doi.org/10.1111/j.1600-0838.2007.00705.x.

  5. Sheehan, R., Herring, M., & Campbell, M. (2018). Associations Between Motivation and Mental Health in Sport: A Test of the Hierarchical Model of Intrinsic and Extrinsic Motivation. Frontiers in Psychology, 9. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2018.00707.

  6. Vallerand, R., & Losier, G. (1999). An integrative analysis of intrinsic and extrinsic motivation in sport.. Journal of Applied Sport Psychology, 11, 142-169. https://doi.org/10.1080/10413209908402956.

  7. Perry, J., Ross, M., Weinstock, J., & Gfeller, J. (2017). Examining the Interrelationships between Motivation, Conscientiousness, and Individual Endurance Sport Performance. Journal of Sports Sciences, 5. https://doi.org/10.17265/2332-7839/2017.03.002.

  8. Liu, Y., Hau, K., Liu, H., Wu, J., Wang, X., & Zheng, X. (2020). Multiplicative effect of intrinsic and extrinsic motivation on academic performance: A longitudinal study of Chinese students.. Journal of personality. https://doi.org/10.1111/jopy.12512.

  9. Kuvaas, B., Buch, R., Weibel, A., Dysvik, A., & Nerstad, C. (2017). Do intrinsic and extrinsic motivation relate differently to employee outcomes. Journal of Economic Psychology, 61, 244-258. https://doi.org/10.1016/J.JOEP.2017.05.004.

  10. Azid, M., Mazalan, N., Pa, W., Kamaruzaman, F., & Nazarudin, M. (2023). Intrinsic and Extrinsic Motivation in Sports. International Journal of Academic Research in Progressive Education and Development. https://doi.org/10.6007/ijarped/v12-i3/18460.

  11. https://selfdeterminationtheory.org/

Posts recentes

Ver tudo

Bem-Vindo À Mente do Atleta

Dentro das 4 valências principais para todo bom desempenho esportivo - Técnico, Tático, Físico e Mental - este último é, sem sombra de dúvidas, o menos desenvolvido na formação dos atletas brasileiros

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page